quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Vinícola Miolo - Vale dos Vinhedos



Visitar o Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha é sempre um grande prazer. Além de toda a carga emocional que a região nos propicia (leia mais aqui), esta região tem uma beleza natural incrível! E não é só. No Vale dos Vinhedos encontramos as melhores vinícolas do Brasil, e podemos visitá-las, conhecer seus métodos de produção, observar como é produzida esta deliciosa bebida e, ao final, ainda dar o nosso veridito em uma degustação que normalmente envolve grandes rótulos de cada marca.

Iniciaremos nosso passeio pelo Vale dos Vinhedos logo na vinícola líder de mercado e produtora de vários dos melhores vinhos brasileiros: a Vinícola Miolo (Miolo Wine Group). Trata-se de uma visita praticamente obrigatória aos visitantes do Vale e que, em muitos casos, faz parte de pacotes de turismo contratados em outras regiões do país.

Breve história

A Vinícola Miolo teve origem em produtores familiares vindos da Itália que, inicialmente, no longínquo 1897, produziam vinhos apenas para o próprio consumo. A produção industrial passou a ocorrer apenas quase um século depois, em 1990. Em seus primeiros 20 anos no mercado, a Miolo transformou-se na principal vinícola brasileira (vinhos finos), detentora da maior área própria de parreirais, além de ser a terceira maior produtora de espumantes do Brasil. A partir de 2006 a empresa passou a chamar-se oficialmente Miolo Wine Group, produzindo seus vinhos no Brasil (Vale dos Vinhedos, Campanha Gaúcha, Campos de Cima da Serra Gaúcha, e Vale do São Francisco na Bahia), além de deter participações em vinícolas na Espanha, Chile, Portugal e Argentina.

Passeio na Vinícola Miolo

A Vinícola Miolo, além de toda a estrutura da fábrica de vinhos, possui um complexo turístico que durante o último ano recebeu mais de 200 mil visitantes. Com uma arquitetura imponente, belos jardins e um pequeno lago, além de vinhedos próprios e linda decoração, a visita à Miolo é uma experiência encantadora. O acesso aos jardins, parte externa e boutique de vinhos é gratuita, e vale a pena caso já se tenha visitado alguma das outras grandes empresas do setor (Casa Valduga ou Salton, por exemplo). Caso contrário a recomendação é fazer a visita guiada, que custa R$20,00 - sendo R$5,00 reembolsável em produtos e ocorre praticamente de hora em hora (de segundas a sábados das 9h30min às 16h30min, e aos domingos das 10h30min às 15h30min).

Durante a visita guiada o visitante é levado a conhecer a extensão da indústria. Há uma série de explicações sobre as uvas - tipos utilizados, forma com que são colhidas, armazenadas, transportadas e entregues à Miolo; sobre os equipamentos - desde esteiras, máquina que retira talos e galhos, prensas, tanques de fermentação e guarda, engarrafadoras, rotuladoras, dentre outras; formas de preparo e diferenças entre a produção de vinhos e espumantes, vinhos brancos e tintos; exposição dos produtos da marca. Durante a visita a estrutura fabril, os melhores momentos são quando encontramos os barris de carvalho, onde alguns vinhos descansam e recebem sabores específicos (como chocolate, tabaco) e as caves, onde os vinhos top da marca ficam repousando e maturando, até atingirem o ponto de irem para o mercado mostrar seu melhor e ganhar mais prêmios para a Miolo (que não são poucos!).

Após a visita à estrutura interna, de receber tantas informações positivas a respeito dos vinhos da empresa, chegou a  hora mais feliz dos passeios nas vinícolas do Vale dos Vinhedos: a degustação. A Miolo tem uma estrutura invejável tanto na indústria quanto na área de atendimento ao turista. A sala de degustação não faz feio! Lá o enólogo que acompanha o grupo faz explanações sobre alguns rótulos, explica como devemos seguir os sentidos da visão e olfato antes de deliciar-nos com os sabores! Pena que as doses servidas são para degustação... então não adianta se animar muito! Depois de provar, é hora de comprar: a boutique de vinhos apresenta muitos rótulos da empresa (todos os principais e mais premiados), além de rótulos das empresas parceiras do exterior. Para que está em viagem, pode adquirir suas garrafas/souvenirs e pedir para despachar até seu endereço.

Serviço

Localização: Vale dos Vinhedos, rodovia RS-444, km 21, Bento Gonçalves
Fica na rodovia principal do Vale, sem muitas chances de errar
Site oficial: www.miolo.com.br
Visitas de grupos com mais de 15 pessoas devem ter agendamento prévio
Além da visita guiada, oferece outras opções de passeio, incluindo piqueniques nos parreirais.

Veja mais fotos do Vale dos Vinhedos:
https://www.flickr.com/photos/novocaroneiro/albums/72157647543298883

Este post faz parte da Blogagem Coletiva "Roteiros Etílicos", originalmente publicado em 24.02.2016. Nesta data um grupo de blogueiros amigos apresentou diversas opções de roteiros e dicas de passeios pelo mundo, sendo que todas as dicas envolvem locais com produção, degustação ou venda de bebidas. O Novo Caroneiro apresenta o Super Guia Vale dos Vinhedos, com postagens entre os dias 24.02 e 06.03.

Se animou a ir ao Vale dos Vinhedos e precisa de um hotel? Clique na imagem e veja uma lista completa de opções!

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Ainda não consegui ir pro Sul, mas esse viagem e essa vinícola estão na lista ;)

    ResponderExcluir
  2. ÊÊ Nosso Brasilzão com tanta coisa boa para conhecer, não é mesmo?
    Ótimas dicas, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. Sem dúvida alguma a melhor parte da visita a uma vinícola é a degustação! Principalmente quando nos oferece sabores desconhecidos por nós.

    Me pareceu por seu relato que a Miolo oferece uma ótima estrutura para seus visitantes!

    ResponderExcluir
  4. O Vale dos Vinhedos é uma região linda mesmo, assim como a Vinícola Miolo. Ler seu post deu a maior vontade de ir correndo para o sul.

    ResponderExcluir
  5. Não admira que o enoturismo esteja em franco crescimento. E os produtores já perceberam isso. Aqui na região do Douro (Portugal) até há quem pague para ir trabalhar nas vindimas. Tão estranho é o "trabalhar a terra" para as gentes da cidade!
    E o melhor de tudo? A degustação, pois claro.
    A ideia do roteiro etílico é tudo de bom!
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  6. A Serra Gaúcha é um desses lugares que o Brasil tem de melhor a oferecer, quero muito visitá-la algum dia, são tantos lugares lindos! O Vale dos Vinhedos é muito lindo!

    ResponderExcluir
  7. Conhecemos a Miolo, e a vinícola além de linda tem uma visita muito bacana, com a degustação de ótimos vinhos. Amamos Bento!

    ResponderExcluir
  8. Que bacana esse passeio! Não tem nada melhor que um bom vinho e o clima e a vista da serra gaúcha para completar! Adorei as dicas!

    ResponderExcluir
  9. No Vale do São Francisco, no Semiárido nordestino, também tem uma vinícola Miolo. Os espumantes são muito refrescantes e saborosos e também podemos conhecer os produtos de Bento Gonçalves.

    ResponderExcluir