sábado, 9 de janeiro de 2016

Um dia em La Paloma - Uruguai, com hospedagem

La Paloma, por novocaroneiro.com

Nestas últimas férias resolvemos fazer um passeio diferente. Depois de nos programar com destinos, roteiros, atrativos e hospedagens, fizemos a revisão no carro e embarcamos em uma viagem rodoviária adentrando o Uruguai. Percorremos o litoral uruguaio, até Montevidéu, com algumas paradas. Nossa primeira noite no país vizinho foi em La Paloma, balneário localizado no litoral norte do país - a 225km de Montevidéu, 665km de Porto Alegre e 1.210km de nosso ponto de partida, Navegantes-SC. Antes de chegar lá, fizemos uns pit-stops na Praia do Cassino, no Chuí e na Fortaleza de Santa Teresa (em breve aqui!) Em La Paloma permanecemos um dia, e nos hospedamos no hotel La Tuna (que terá um review aqui no blog, mas que já avaliamos no TripAdvisor)

Vista do farol de La Paloma

Chegamos a La Paloma no final da tarde do dia 26 de dezembro. Para não perder o horário de funcionamento (das 16h30min às 18h30min), fomos direto para o farol da cidade - Farol de Santa María, afim de admirar a beleza do litoral lá do alto. Na entrada tivemos um pequeno percalço. O valor do ingresso para subir na torre custa 25 pesos. Naquele momento só tínhamos cédulas de 500 pesos, e o atendente não tinha troco. Sugeriu que fôssemos até uma casa de câmbio rapidinho e voltar com o dinheiro trocado. Fomos até lá muito rápido (vantagem de cidade bem pequena), encaramos a fila de fim de expediente, e ainda conseguimos chegar a tempo de subir. A vista é muito bonita, mas ventava bastante também! Muitos turistas aproveitavam o local para tirar fotos das paisagens com a luz de final de tarde. Não a toa este é um dos principais atrativos de La Paloma. Para encontrar o farol é bem simples: olhe em direção ao mar. Como não há grandes empreendimentos imobiliários na cidade, em algum momento você o avistará!

La Paloma, por novocaroneiro.com

Bem em frente ao farol há uma prainha com ondas bem pequenas e água gelada! Por ali algumas pessoas se aventuravam a mergulhar ou tentar pegar onda com pranchas de bodyboard. Algumas famílias passeavam com crianças. Outras pessoas simplesmente sentavam em meio as pedras na praia e contemplavam o início do pôr do sol. Um fato que nos chamou a atenção foi o chão da praia. Era imensa a quantidade de conchas e cascas de mariscos. Todos estes pontos brancos na foto são estes materiais. Além disso nos intrigamos com umas bolinhas amarelas espalhadas na areia. Mais tarde concluímos que eram cascas de ovos de tartarugas. Há, ainda, por ali, uma placa que indica que este é um ponto de observação de baleias, mas não tivemos o privilégio de ver nenhuma (afinal, sequer sabemos se elas estão na região nesta época!).

La Paloma, por novocaroneiro.com

Saímos da região do farol e fomos buscar o hotel. O Hotel la Tuna (reserve aqui, ou veja outras opções) está localizado em uma área residencial da cidade, há algumas quadras do centro. Em contrapartida, está bem pertinho do mar, na Bahía Chica (logo avaliaremos ele aqui no blog). Depois de instalados, fomos explorar a cidade, já que havíamos apenas passado por ela em busca do farol e da casa de câmbio. Ao realizar o roteiro, percebemos que La Paloma possui alguns itens culinários em destaque: o sorvete de doce de leite e os churros. Fomos em busca deles e logo encontramos uma sorveteria, a Heladería Tambaru. Há diversas opções em sorvetes artesanais de frutas, chocolates, cremes... mas queríamos e pedimos o de dulce de leche. Achei o sorvete incrível. Uma explosão de sabor na boca! Não deixe de provar. Encontramos o sorvete de doce de leite em outros locais depois, mas este foi o melhor. Mesmo! Depois da sobremesa, fomos procurar um local para jantar... andamos pela avenida principal da cidade e optamos pelo restaurante Fulana Resto Bar, que teria apresentação de música ao vivo. Fizemos o pedido enquanto a banda  passava o som. Tomamos nossa Patrícia gelada, comemos e só bem no final da refeição a música começou. Bom repertório, boa comida e cerveja bem gelada (até trocaram duas congeladas). Uma boa opção de bar/restaurante de qualidade e bem charmoso em La Paloma. Ao sair do restaurante tentamos comer churros, mas a churrería estava fechada...

La Paloma, por novocaroneiro.com

Na manhã seguinte, após o café da manhã, arrumamos nossas coisas para prosseguir a viagem até Montevidéu. Antes de ir para a capital, no entanto, fomos conhecer a área do Porto de La Paloma. O local, que passa por obras, é bastante procurado por pescadores que se aproveitam dos molhes da barra para lançar suas iscas. Há até quem leve a família e os cachorros para a pescaria! O local mostra ainda algumas lanchas e barcos ancorados. O porto é bem pequeno, mas atende a demanda regional. A região do porto é, também, ponto de estudos e observações de tartarugas marinhas.

La Pedrera, por novocaroneiro.com

Saindo dali fomos até La Pedrera, um balneário lindíssimo há cerca de 13 km do centro de La Paloma. La Pedrera, como o nome já denuncia, tem muitas rochas em sua orla, o que lhe dá um visual incrível. Além disso, a cidade fica encravada em um morro que termina abruptamente em um mini-penhasco (ou barranco) que dá origem às praias. As fotos nem de longe dão a real impressão do lugar. Além disso, há algumas casas em estilo colonial que completam o visual. Muito lindo! Em La Pedrera há diversos restaurantes e bares pequeninhos mas muito bem decorados (eita povo caprichoso esse uruguaio!). Com certeza vale a visita e até um pernoite por aqui. Ficamos com a sensação de que a vida noturna é bem agitada por ali.

Nossos primeiros destinos em solo uruguaio foram demais. E foram só o começo! Não perca as novas postagens que vem por ai!

Veja também o álbum de fotos de La paloma e La Pedrera:
https://www.flickr.com/photos/novocaroneiro/sets/72157655481188748
Viagem em 12/2015.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário