Paris, a Cidade Luz

Cidade que respira cultura e transpira os odores de sua mundialmente famosa gastronomia

Holanda: liberdade e tradição lado a lado

O encantador país que mantem suas tradições, mas também demonstra toda a modernidade do primeiro mundo

Gramado: um pedacinho da Europa no Rio Grande do Sul

O destino turístico mais procurado do RS atrai o público com suas infinitas belezas e atrações, não só no inverno

Sim, o Rio de Janeiro continua lindo

Uma cidade exuberante que, apesar dos problemas, nos encantou

Uruguai: tradição, tranquilidade e amabilidade

Nosso irmão menor mostra sua face tranquila, suas belezas naturais e cultos à tradição

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Casa Valduga, Bento Gonçalves-RS

Apesar de termos morado por algum tempo na serra gaúcha, mais precisamente em Garibaldi, e de passear pelo Vale dos Vinhedos muitas vezes (haverá vários posts sobre o Vale aqui), não havíamos conhecido a Casa Valduga. Aliás, sequer sabíamos direito como chegar até lá. E olha, que é um dos locais mais famosos do Vale dos Vinhedos, tanto pela qualidade dos produtos da vinícola, como pela beleza. Decidimos, então, que conheceríamos a Casa Valduga no final de semana do Festival do Moscatel (post aqui)... e foi o que fizemos.

Saindo de Farroupilha, fizemos um desvio pelo Vale, antes de voltar para casa. Fomos nos deliciando com a belíssima região, e sentindo saudades do tempo que os passeios de final de semana eram por ali... Em um dos cruzamentos paramos para ler uma placa gigante que indica o caminho para uma série de empreendimentos, dentre eles a Casa Valduga. Seguimos a estradinha desconhecida que passava por  algumas vinícolas e empresas familiares, até chegarmos à Casa Valduga. O complexo turístico é composto pela vinícola, restaurante, hotel e belas paisagens de vinhedos, gramados e árvores imponentes.

Ao chegarmos, procuramos a recepção turística para comprarmos nossos ingressos para a visitação à vinícola. Há vários pacotes disponíveis, que incluem a visitação e diferentes níveis de degustação dos produtos. Como ainda havia muitos quilômetros de carro pela frente, decidimos por fazer o passeio mais básico, com visita à cantina e degustação. O valor pago foi de R$40,00 por pessoa, o no final podíamos ficar com a taça de vinho da vinícola.

O passeio interno é bem parecido com as demais vinícolas da região. Caminhamos pelas caves, que são gigantescas, conhecemos um pouco do maquinário e formas de produção e degustamos excelentes vinhos e espumantes. A Casa Valduga prima pela qualidade de seus produtos, e essa busca pela excelência gera resultados fantásticos.

Após a visita fomos até a butique da empresa, onde são comercializados os produtos como vinhos, espumantes, sabres, taças, sacas-rolhas e demais artigos para vinho. Lugar muito bonito. Os preços acompanham a qualidade dos vinhos, superior às demais vinícolas da região.

Vale muito a visita e, caso haja a possibilidade, é interessante efetuar a degustação completa e hospedar-se por lá, aproveitando também o restaurante Maria Valduga, que parece delicioso!

Mais informações: site da vinícola

Veja mais fotos da Casa Valduga:
https://www.flickr.com/photos/novocaroneiro/sets/72157655481188748

domingo, 25 de outubro de 2015

Morro dos Conventos, Araranguá-SC

A cidade de Araranguá está localizada no litoral sul de Santa Catarina. Fica bem perto de Criciúma e tem o acesso de maneira muito simples, pela BR-101. A cidade tem como destaque a sua indústria e principalmente o comércio diversificado, segmento que conta com shoppings de fábricas de confecções que atraem muitas excursões em busca de peças para serem vendidas em lojas de todo o Brasil.

No âmbito do lazer, em Araranguá encontramos o Morro dos Conventos, a cerca de 10 km da região central da cidade, e acessível através de estrada asfaltada. O Morro fica localizado bem perto da praia, e tem uma vista incrível! Não por acaso é o principal cartão postal de Araranguá.

No alto do morro está o farol, construído em 1953 e que continua auxiliando os navegadores não só com a emissão do sinal luminoso, mas com informações de radares. Lá no alto há também um mirante, com vista para a praia do Morro dos Conventos, o encontro do rio Araranguá com o mar, as dunas e restingas, além das construções do bairro, que geram fotos lindas!

O Morro dos Conventos não propicia apenas estas belas paisagens. Nos pés do morro encontram-se várias dunas e lagos formadas com água da chuva. O local é bastante procurado, principalmente no verão, para a prática do sandboard, ou surfe na areia. Com suas pranchas, os visitantes descem as dunas ate a água da lagos... com muitos tombos pelo caminho. Um esporte super divertido e que queima muitas calorias - principalmente na volta, ao escalar-se a duna! As pranchas podem ser locadas no Bar Beco das Dunas (aqui), que ficam logo no início das dunas.

No bairro Morro dos Conventos há opções de hospedagem, como no Hotel Morro dos Conventos (veja mais aqui) ou no camping do hotel (aqui). A região possui diversos barzinhos e alguns restaurantes mais rústicos, com ótimo clima de praia!

Mais fotos do Morro dos Conventos:
https://www.flickr.com/photos/novocaroneiro/sets/72157655481188748

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Villa Trentin, Erechim-RS

A Villa Trentin é um complexo turístico recém inaugurado, que visa promover e deliciar os visitantes com a cultura italiana, típica da região onde está instalada. Construída às margens da rodovia RS-420, na região do Vale Dourado, entre os municípios de Erechim e Aratiba, tem acesso asfaltado, estando a cerca de 7km do centro de Erechim.

O empreendimento foi inaugurado no último dia 02 de outubro, e ainda há uma série de ajustes a serem feitos. Em nossa visita percebemos vários detalhes arquitetônicos em construção (como o pórtico de entrada, algumas cabanas), e o serviço também merece bastante evolução.

Com uma proposta que engloba café colonial, restaurante, pousada, capela e fábrica de biscoitos, é um dos locais com maior potencial e que engloba maior número de atrações da região. O serviço de café colonial, que não precisa de agendamento, ocorre de terça a domingo, das 7h às 22h. O restaurante também funciona de terça a domingo. A visitação aos outros setores ocorre diariamente (informações da empresa).

Em nossa visita, buscamos pelo café colonial. O ambiente é bem decorado e aconchegante, lembrando, inclusive, a cozinha da casa da vovó! O café colonial tem parte do serviço à mesa, com pães, frios, carnes, salgadinhos e suco, e outra parte servida em um buffet de bolos, tortas e biscoitos. O café (que estava bem fraco) é servido diretamente no fogão a lenha pelo visitante.

A comida não é nenhum espetáculo, mas é boa. Alguns pratos já chegaram à mesa frios, o que fez a cantina perder alguns pontos. Além disso a equipe de garçons estava pouco treinada, sem sequer saber onde conseguir colheres, xícaras... além de não ser nada proativa na reposição de produtos à mesa. Para quem conhece os cafés coloniais de Gramado e região se decepciona com o serviço da Villa Trentin (como em nosso caso). O valor, em um domingo, foi de R$32,00 por pessoa. Em dias úteis o valor é de R$28,00.

Visitamos o local após vários dias de chuva, então havia bastante barro por debaixo da grama recém plantada, mas em geral o paisagismo é bem finalizado.

Passamos rapidamente pela fábrica de massas, onde há a fabricação de massas e biscoitos, mas no dia que fomos a fábrica não estava produzindo. Havia apenas um pequeno espaço com venda dos produtos, que não chamou muito nossa atenção.

No setor de pousada, há algumas cabanas de madeira bem no alto do morro que contempla a propriedade. A vista lá de cima é bem bonita, mas achamos as cabanas bem pequenas e rúticas demais para nosso gosto... toda de madeira e com paredes em comum entre elas, necessita de um bom isolamento acústico para propiciar alguma intimidade.

Em linhas gerais é um local diferenciado na região, mas que não passa de uma opção. Há de melhorar muito, principalmente na qualidade dos pratos servidos e na equipe de garçons, que deixou bastante a desejar, apesar da simpatia.

Página do empreendimento: no Facebook.

Mais fotos da Villa Trentin:
https://www.flickr.com/photos/novocaroneiro/sets/72157655481188748

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

A.Doro Hotel - Farroupilha, RS

O A.Doro Hotel fica localizado às margens da rodovia Rota do Sol, bem próximo ao acesso de Farroupilha para Porto Alegre, na saída de Farroupilha para Garibaldi e Bento Gonçalves. Fica bem visível para quem passa pela estrada e tem acesso facilitado, por existir uma rótula bem na frente dele.

O hotel tem um aspecto que busca a sustentabilidade, por perfil desejado por seus idealizadores. Desta forma, alguns itens de conforto não estão presentes, como ar condicionado ou frigobar. Ao mesmo tempo o hotel não oferece elevadores. O jeito é encarar as escadas!

O apartamento é simples, porém bem aconchegante. Conta com cama box de casal, um pequeno armário, escrivaninha, televisor 20 polegadas com alguns canais de TV a cabo e ventilador. O banheiro é bonito, com ótimo acabamento. Ponto ruim é a "janela" de tijolos de vidro, que faz passar a claridade para a área da cama. O chuveiro é muito bom.

A área de recepção e café da manhã possuem decoração alusiva a serra gaúcha, com folhas secas de parreirais e imagens de uvas. Muito bonito. O café da manhã é bom, mas um pouco abaixo do padrão dos hotéis mais turísticos da serra gaúcha. Apresenta pães, bolos, biscoitos, frios, cereais e algumas frutas, além de café, leite, sucos e iogurte.

A equipe não é um destaque do local, efetuando apenas o atendimento necessário. Não fomos auxiliados com as malas escada acima, por exemplo.

O estacionamento fica na lateral e fundos do hotel e não possui cobertura, fato que pode ser chato em dias de chuva.

Em linhas gerais, considerando o que o hotel oferece, sua localização e preço, possui um bom custo benefício.

Para ver mais avaliações: Booking.com