segunda-feira, 13 de julho de 2015

Paris: Museu do Louvre

O Museu do Louvre é apenas o museu mais visitado do planeta. Por lá passam, anualmente, cerca de dez milhões de pessoas. Claro que isso não acontece por acaso. Estão expostos no Louvre grandes maravilhas das artes, como a Monalisa e a Vênus de Milo.


O museu, visto de fora, é muito grande. Ao entrar e começar a percorrer as galerias, ele fica gigantesco. Instalado no Palácio do Louvre, integra o eixo histórico de Paris e é facilmente acessado através dos metrôs parisienses (inclusive uma das estações próximas fica dentro de um shopping que desemboca no Museu). Possui várias entradas, sendo que as laterais geralmente tem menos filas, e foi por lá que entramos, sem demora alguma.
Vitória de Samotrácea, em destaque

Ao preparar sua visita, lembre de separar um tempo significativo, como um dia inteiro. Se for apreciador de arte, prepare dois dias. Sim, este tempo é necessário para se percorrer cada galeria e visualizar cada obra de forma pelo menos um pouco detalhada. E não esqueça de preparar-se fisicamente também, pois são necessários muitos quilômetros de corredores e escadas para conhecer todas as exposições.

O Museu possui galerias com uma separação entre pinturas, esculturas, medieval, egípcias... e em todas as partes encontramos algo legal. Claro, há as obras obrigatórias como a Monalisa (que nem é tuuudo aquilo, mas que todo mundo quer ver), a Vênus de Milo, a Diana de Versailles, a Vitória de Samotrácia, a múmia, O Escriba Sentado (feito há cerda de 5.000 anos!). Também há obras de Michelangelo,  Rembrandt, Rafael e tantos outros dos mais célebres artistas da história da humanidade.
O pessoal tentando chegar perto da Monalisa

Creio que Paris seja uma das cidades onde há mais pontos turísticos ligados à cultura. Muitas galerias, museus, mostras... e em certo momento, para pessoas que não tem uma ligação íntima com este mundo, como nós, acaba saturando. E no Louvre, pela enorme área e grande necessidade de caminhar de um lado a outro em busca das peças mais famosas, isso também ocorre. Para diminuir o cansaço, o ideal é mapear as atrações imperdíveis e começar por elas.
Até as falhas da madeira são pintadas nesta obra

Uma das galerias que mais chama a atenção refere-se à arte do antigo Egito. São dezenas de sarcófagos (lembramos de alguns episódios do Chapolin), alguns hieróglifos, várias esculturas feitas há vários milênios e até uma múmia de verdade.

O Museu apresenta desde pequenas estatuetas, até partes enormes de paredes extraídas de ruínas. Desde quadros famosíssimos do Renascimento, até obras contemporâneas. Esculturas em argila, madeira, mármore e diversos outros materiais. Antiguidades persas, gregas, islâmicas. A coleção do Louvre é impressionante.

Vimos várias pessoas que vão ao Museu treinar a sua própria arte. As pessoas sentam-se em frente às esculturas e detalhadamente fazem suas representações em desenhos, em folhas de papel. Bem legal isso!
Rapaz desenhando uma das esculturas expostas no Louvre

Uma das curiosidades sobre o Louvre, principalmente após o filme O Código da Vinci, é sobre o que há embaixo da pirâmide de vidro. Nós estivemos lá e te contamos agora: lá existe a recepção do Museu. Simples assim.

Os ingressos para o Museu do Louvre custam entre 15 e 20 euros e podem ser comprados antecipadamente. O áudio guia (aparelho que explica várias das obras) pode ser alugado por cerca de 5 euros. Nós não alugamos, mas com certeza torna a experiência muito mais completa!

Site oficial: http://www.louvre.fr/

Confira nossas fotos do Museu do Louvre, arquitetura e obras:

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário