segunda-feira, 11 de maio de 2015

MEGAPOST EUROPA VIII - Zaanse Schans, Holanda


Pra quem vai até Amsterdã, mas gostaria de ver o que há de mais tradicional na Holanda - sapatos de madeira, queijo e moinhos de vento, nada mais prazeroso do que conhecer Zaanse Schans. A cidade está localizada a apenas 45 minutos do centro de Amsterdã de ônibus (também dá pra ir de trem, com 20 minutos de viagem e 10 de caminhada). Achamos mais simples a viagem de ônibus, que para exatamente na frente do museu de Zaanse Schans. Para pegar o ônibus, basta ir até a Centraal Station, entrar pelo lado direito dela até a estação de ônibus, no segundo andar. Lá é só localizar a linha 391 da Conexxion. Pesquisamos na internet e o ônibus de vez em quando sai da plataforma C, outras vezes da G... mas é tudo meio perto lá na estação. Ah, não é permitido comer no ônibus... ficamos sabendo ao tomar nosso café da manhã dentro dele! Há ônibus que partem de lá de meia em meia hora. O ônibus, assim como os outros meio de transporte de Amsterdã é bem moderninho, e tem um painel interno dizendo o horário de chegada em todos os pontos... o difícil é ler o nome de tais paradas!

A viagem é bem tranquila, as estradas são ótimas. O ponto final é na beira da estrada, mas como disse, bem em frente ao museu local. Não fizemos a visita ao museu, mas não sentimos muita falta, até porque o local é incrível. Rendeu as melhores fotos de nosso tour. Há deversas casinhas com mini museus, lanchonetes e as melhores, que são fabriquetas dos itens tradicionais da Holanda: queijo e sapatos de madeira. Um dos primeiros, e que chama bastante atenção, é a loja de tamancos de madeira (tem um gigante na frente, não tem como errar). Não deixe de entrar, pois além da exposição dos mais diversos modelos de tamanco, há um funcionário que fica produzindo os sapatos e explicando passo a passo desta fabricação, desde a tora de madeira até o produto final (só não pinta). É bem legal!

Ao continuar andando, a paisagem é muito bonita, com mais de dez moinhos de vento enfileirados à beira de um rio que passa por ali, e dos canais que cortam o lugar e que contam com patos nadando, para complementar a paisagem. Fomos num ensolarado dia de inverno (baita sorte!), mas em decorrência da estação gelada, não havia muitas flores. Mesmo assim a paisagem é belíssima! Em outra das casinhas típicas há uma fábrica e loja de queijos, em outra, aprende-se sobre o chocolate e como ele é produzido (e ali, você mesmo faz seu chocolate quente - e paga por ele mesmo assim). Há lojas de souvenirs também (foi onde comprei minha bandeira da Holanda).

Vale a pena ir andando por este espaço da cidade, que, pelo que li, é uma espécie de parque temático, ou museu a céu aberto, onde propositalmente colocaram os ícones holandeses e recebe quase um milhão de turistas por ano. E não é a toa que recebem tantos turistas. O local é agradabilíssimo.

Aproveite para ir até a cidade "moderna", Zaandam, que fica do outro lado da vila, depois de atravessar a ponte. A cidade não é muito grande, mas é bem bonitinha, e tem café (que exalava um delicioso aroma de waffle), uma biblioteca cheia de estátuas em seu jardim, casinhas bem bonitas e um novo ângulo do vilarejo. Aparentemente há passeio de barco por lá (talvez nas estações mais quentes).

Indicadíssimo para quem vai pra Amsterdã e tem pelo menos meio dia para conhecer esta vila tipicamente holandesa!

Mais sobre esta viagem à Europa:
MEGAPOST EUROPA I - O início
MEGAPOST EUROPA II - O trajeto de ida
MEGAPOST EUROPA III - Amsterdã, chegada e primeiras impressões
MEGAPOST EUROPA IV - Amsterdã: fatos simples do cotidiano
MEGAPOST EUROPA V - Amsterdã - Van Gogh Museum
MEGAPOST EUROPA VI - Amsterdã - Casa de Anne Frank
MEGAPOST EUROPA VII - Amsterdã - Diversão para a galera
MEGAPOST EUROPA IX - Rotterdã, Holanda


Confira os álbuns de nossa à Europa (Amsterdam, Rotterdam, Zaanse Schans, Paris):


Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário