domingo, 18 de janeiro de 2015

MEGAPOST: Rio de Janeiro

Sim, caríssimos, o título já dá uma ideia de como será este relato. Mais que um post, um MEGAPOST! Afinal de contas, o Rio de Janeiro merece, ah, e como merece.



Vamos começar com a ideia principal da viagem, as dicas iniciais e então relataremos vários pontos turísticos, cada uma na sua vez, com acesso por aqui (ou individualmente) nos dias que seguem! Sem mais pormenores, vamos pro Rio?

Nossa viagem foi bastante econômica... passagem com promoção pela Gol, hospedagem na faixa, pela amiga Juliana (que foi também guia turística em vários momentos), deslocamentos através de transporte coletivo. Tudo bem barato mesmo!


Vista do Corcovado

Foi minha primeira vez no Rio - a Lis já tinha ido antes, e eu me maravilhei com a cidade. Vontade de arrumar um emprego e ficar por lá. O Rio tem tantas atrações, muita natureza, muita beleza arquitetônica, pessoas felizes, evento pra todo lado! Cidade Maravilhosa, realmente.

Antes da nossa ida estávamos um pouco preocupados com a insegurança local, muito em decorrência das manchetes diárias. Mas pra minha surpresa, achei a cidade bem segura (claro, sem dar bobeira, né?). Há policiais em todos os lados, em locais turísticos. O maior perigo eram os motoristas de ônibus, bem estressadinhos. Ma também, com o transito terrível da cidade, é até compreensível. Estávamos localizados na Barra da Tijuca, então cada ida até Copacabana levava cerca de duas horinhas no coletivo, que nem sempre tinha ar condicionado. Calor infernal, mais trânsito pesadíssimo e obras para Olimpíadas em muitos pontos da cidade, só pode gerar motorista estressado.

Bondinhos do Pão de Açúcar

Com relação ao transporte, utilizamos o ônibus na grande maioria de nossos deslocamentos. Há linhas que passam pela orla e linhas que passam pelos bairros. Estes últimos, para nós, eram mais rápidos, mas passavam marginando as favelas (Rocinha, Alemão). Mesmo assim utilizamos bastante estas linhas, sem qualquer tipo de contratempo. Há várias linhas e é bem fácil chegar aos pontos turísticos com eles. Utilizamos o trem/metrô apenas para irmos até o Maracanã, e nesse deslocamento valeu bastante a pena, pois a estação é praticamente dentro do estádio. Contratamos transporte apenas para subir ao Cristo Redentor, e também valeu a pena, pois evitamos uma fila gigante para acesso ao complexo turístico, que valeu o preço pago. Em vários locais há pontos de "empréstimo" de bicicletas, patrocinadas pelo Itaú, Basta baixar o aplicativo para celular e liberar as bicicletas na estações.  Prático para passeios curtos. Não utilizamos, mas se quiser mais detalhes, é só clicar aqui.

Os preços praticados são de cidade turística mesmo. Principalmente em pontos com maior fluxo de visitantes. A dica é procurar as ruas paralelas, que tem locais mais simples e vários supermercados Pão de Açúcar, que quebram o galho na compra de snacks e bebidas.

Curtindo a noite com nossos anfitriões Juliana e Gustavo

Em nossa passagem pelo Rio estava quente, mas muito quente. Protetor solar é fundamental, assim como a hidratação.

Na sequência deste MEGAPOST, teremos:

Copacabana (Só clicar)
Pão de Açúcar (Só clicar)
Cristo Redentor (Só clicar)
Maracanã (Só clicar)
CBF Experience (Só clicar)
Niterói (Só clicar)



Confira o álbum de nossa viagem ao Rio de Janeiro:



Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário