terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Gramado e Canela, RS


Um roteiro bem tradicional no Rio Grande do Sul são os municípios de Gramado e Canela. Formam uma dupla imbatível no turismo gaúcho. Com foco maior no inverno, estas cidades promovem o turismo de forma incrível, com atrações durante o ano todo e que encanta públicos de todas as idades.



Em Gramado encontramos o maior número de atrações, além de ter um centro em que sentimo-nos na Europa (eu acho, já que nunca estive na Europa... revisando: estive e sim, parece, mesmo!). A cidade é praticamente um cenário, de tão bonita e bem cuidada, bem decorada. Tudo passa uma sensação agradável e de conforto. No inverno, a neblina ajuda neste sentimento. No Natal, é toda a iluminação e decoração especial. Após o carnaval, quem assume são os coelhos da Páscoa. Como morávamos em um lugar bem perto dali, em Garibaldi (que logo terá um post por aqui), pudemos passear pela cidade nos diversos momentos especiais. Curtimos noites frias de inverno. Curtimos o Natal Luz e a Chocofest. Além, é claro, de ir apenas para passar o dia neste encanto de região.

As atrações acabam bem espalhadas pelas cidades, que, mesmo não muito grandes, pedem bastante deslocamentos. Algumas atrações ficam na rodovia/avenida que liga as duas cidades. Uma boa pedida é ir de carro. Ao alugar um carro em Porto Alegre, a rodovia é bem tranquila, com asfalto bom e bem sinalizado (exceto eventualmente em algum lugar com obras). A viagem deve ser bem sossegada. Na cidade, os motoristas se adaptam ao que vem, e o trânsito mesmo intenso em épocas de festa, flui bem, com educação por parte dos motoristas... pode, no entanto, faltar vaga de estacionamento perto do centro. Nas atrações nunca tivemos problemas com isso.



O ideal em Gramado e Canela, é reservar pelo menos três dias para o passeio, para que se possa conhecer o lugar com bastante tranquilidade. Com dois dias já é possível passar pela maioria das atrações, mas sem curtir a fundo. Se der pra ficar mais tempo, melhor ainda, afinal há muitos locais legais por perto, como Garibaldi, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Aparados da Serra... há algumas operadoras de turismo por lá que fazem estes bate-volta.

Passear pelo centro de Gramado é um encanto. Como já citei, o lugar é muito bonito, muito bem cuidado e decorado. No centro encontramos vários centros comerciais, a Rua Coberta, o Palácio dos Festivais (onde há o Festival de Cinema, por exemplo, e onde há a Calçada da Fama). Além de tudo isso, um dos pontos fortes da região se destaca por aqui: a gastronomia! No centro de Gramado é possível encontrar desde lanchonetes até restaurantes mais sofisticados. E o preço acompanha esta diferença. Também há muitas lojas de chocolates espalhadas pelo lugar. E o chocolate daqui é bem famoso, e delicioso. Há os mais diversos formatos, sabores e misturas... simplesmente delicioso. Você pode escolher marcas tradicionais, ou pode procurar e se deslumbrar com as pequenas chocolaterias... Já em suas refeições, aconselhamos provar a sopa no pão, que é deliciosamente boa e não perder a chance, é claro, de provar a sequencia de fondue, no jantar. É o ápice gastronômico daqui. Mas não é tudo! Em Gramado/Canela há muitos cafés coloniais, onde você vê a mesa completamente lotada de delícias e tem a missão de escolher o que será comido!!! Água na boca só de lembrar disso tudo!



Com relação a eventos, Gramado é destaque no Rio Grande do Sul. Depois de Porto Alegre e região, este tem sido destino dos principais eventos do Estado, destacando-se o Natal Luz, Festival de Cinema, Chocofest, Festival de Publicidade, Festa da Colônia e Festival de Inverno. Passamos em Gramado durante o Natal Luz e Chocofest, e ambos são incríveis. O Natal Luz é, com certeza, muito mais consagrado. E com razão. Nesta época a cidade se embeleza ainda mais, com muitos pinheiros, muita iluminação, muito Papai Noel. Fica tudo deslumbrante! Além disso há várias atrações dentro do evento principal, como a Vila de Natal, apresentações culturais na Rua Coberta, Desfiles de Natal e o incrível Nativitaten. Trata-se de um mega show com música, fogos, luzes e água. É emocionante, de arrepiar. Esta é uma atração imperdível no Natal Luz! E melhor, pode ser vista da arquibancada (pagando ingresso) ou de graça (achando um espacinho entre as cabeças que ficam de pé ao lado da arquibancada, que foi como fizemos). Abaixo um vídeo de degustação, do canal de Alexandre Erlaches:




Gramado e Canela estão sempre evoluindo, novas atrações aparecem a cada temporada. Vamos comentar aquelas que conhecemos e mais gostamos. Com certeza se você visitar a cidade hoje, haverá novos pontos, mas não deixe de visitar estes também!

Lugar muito legal e que as crianças adoram (e nós também) é o Mini Mundo. Como o nome diz, aqui há um mundo em miniatura. Além da fantasia dos criadores, há muitas réplicas de locais famosos, como igrejas, castelos, aeroporto, porto. Há trens que passam pelos pontos, túneis e pontes, acidentes de trânsito, cenas engraçadas... tudo numa área bem grande! Visita obrigatória, hein?!



Outro ponto obrigatório, pela tradição e beleza é o Lago Negro. Um lago com muitas hortênsias margenado-o e tornando a paisagem belíssima. Há a opção de passeio de pedalinho, ou de dar a volta ao lago em um carrinho de golfe (com motorista). Muitos moradores locais vão ao Lago Negro caminhar, ou correr ao redor do lago. Aqui há, também, lanchonete, sanitários e uma grutinha para orar ou meditar. Permanecendo ao lado da natureza, em Canela, o principal ponto é a Cascata do Caracol. Um parque com vários mirantes para se apreciar as belezas desta imponente queda d´água. Há a possibilidade de descer uma infinidade de degraus para se ver a cascata de baixo, porém nunca tivemos vivacidade para descer (e ter de subir novamente). Falando em Canela, outro ponto bem legal é a Igreja de Pedra, no centro da cidade, que é bem bonita e rende lindas fotos e selfies.


No caminho entre Gramado e Canela há uma infinidade de atrações. Para comprar doces e chocolates, há, por exemplo, a Florybal. Ou ainda é possível visitar a fábrica da chocolateria Lugano (fica em uma rua paralela à principal, mas bem fácil de achar). Em ambas a decoração é linda, e o cheiro ainda melhor!

Ainda neste trajeto há vários museus, alguns dos quais nós conhecemos. Três deles, pelo que entendemos, fazem parte do mesmo grupo de empresários, então normalmente há benefícios na compra de dois ou mais ingressos (que podem ser comprados na própria entrada). São eles o Museu do Automóvel, o Museu da Harley Davidson e o Museu de Cera. No primeiro há muitos carros antigos muito bem conservados, carros de corrida (inclusive um F1) e há a opção de alugar-se Ferrari, ou Porshe para uma voltinha por Gramado ou Canela (para dirigir a Ferrari por 15km paga-se algo em torno de R$1.000,00, na carona é mais barato). No museu da Harley Davidson o que me chamou mais a atenção foi a decoração, que é idêntica a dos filmes americanos de motos. Bar americano, luzes, rock´n´roll de primeira. Demais! Já o Museu de Cera acaba sendo o mais divertido e obviamente o preferido pelas crianças. Com vários cenários, reúne personalidades e personagens do cinema. Há estátuas de Einstein, Indiana Jones, Mike Tyson, Michael Jackson, Ronaldinho Gaúcho, Shrek, Bob Esponja, Angelina Jolie, Brad Pitt, Lady Di, dentre outros. A maior parte das estátuas é bastante realista.



Ali perto encontramos também o Mundo a Vapor, cuja fachada chamará a atenção, com certeza, já que há uma locomotiva caindo do segundo andar do prédio... coisa pouca! Esse museu tem, além do lado curioso, o lado educativo, já que demonstra através de miniaturas, diversos métodos produtivos, como fábrica de erva-mate, olaria, moinho, siderúrgica, papel. Muito bacana.

Gramado e Canela são lugares apaixonantes, que deixam saudades só de pensar em ir embora!

Confira o álbum de nossas viagens a Gramado e Canela:


Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário