Paris, a Cidade Luz

Cidade que respira cultura e transpira os odores de sua mundialmente famosa gastronomia

Holanda: liberdade e tradição lado a lado

O encantador país que mantem suas tradições, mas também demonstra toda a modernidade do primeiro mundo

Gramado: um pedacinho da Europa no Rio Grande do Sul

O destino turístico mais procurado do RS atrai o público com suas infinitas belezas e atrações, não só no inverno

Sim, o Rio de Janeiro continua lindo

Uma cidade exuberante que, apesar dos problemas, nos encantou

Uruguai: tradição, tranquilidade e amabilidade

Nosso irmão menor mostra sua face tranquila, suas belezas naturais e cultos à tradição

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Gramado e Canela, RS


Um roteiro bem tradicional no Rio Grande do Sul são os municípios de Gramado e Canela. Formam uma dupla imbatível no turismo gaúcho. Com foco maior no inverno, estas cidades promovem o turismo de forma incrível, com atrações durante o ano todo e que encanta públicos de todas as idades.



Em Gramado encontramos o maior número de atrações, além de ter um centro em que sentimo-nos na Europa (eu acho, já que nunca estive na Europa... revisando: estive e sim, parece, mesmo!). A cidade é praticamente um cenário, de tão bonita e bem cuidada, bem decorada. Tudo passa uma sensação agradável e de conforto. No inverno, a neblina ajuda neste sentimento. No Natal, é toda a iluminação e decoração especial. Após o carnaval, quem assume são os coelhos da Páscoa. Como morávamos em um lugar bem perto dali, em Garibaldi (que logo terá um post por aqui), pudemos passear pela cidade nos diversos momentos especiais. Curtimos noites frias de inverno. Curtimos o Natal Luz e a Chocofest. Além, é claro, de ir apenas para passar o dia neste encanto de região.

As atrações acabam bem espalhadas pelas cidades, que, mesmo não muito grandes, pedem bastante deslocamentos. Algumas atrações ficam na rodovia/avenida que liga as duas cidades. Uma boa pedida é ir de carro. Ao alugar um carro em Porto Alegre, a rodovia é bem tranquila, com asfalto bom e bem sinalizado (exceto eventualmente em algum lugar com obras). A viagem deve ser bem sossegada. Na cidade, os motoristas se adaptam ao que vem, e o trânsito mesmo intenso em épocas de festa, flui bem, com educação por parte dos motoristas... pode, no entanto, faltar vaga de estacionamento perto do centro. Nas atrações nunca tivemos problemas com isso.



O ideal em Gramado e Canela, é reservar pelo menos três dias para o passeio, para que se possa conhecer o lugar com bastante tranquilidade. Com dois dias já é possível passar pela maioria das atrações, mas sem curtir a fundo. Se der pra ficar mais tempo, melhor ainda, afinal há muitos locais legais por perto, como Garibaldi, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Aparados da Serra... há algumas operadoras de turismo por lá que fazem estes bate-volta.

Passear pelo centro de Gramado é um encanto. Como já citei, o lugar é muito bonito, muito bem cuidado e decorado. No centro encontramos vários centros comerciais, a Rua Coberta, o Palácio dos Festivais (onde há o Festival de Cinema, por exemplo, e onde há a Calçada da Fama). Além de tudo isso, um dos pontos fortes da região se destaca por aqui: a gastronomia! No centro de Gramado é possível encontrar desde lanchonetes até restaurantes mais sofisticados. E o preço acompanha esta diferença. Também há muitas lojas de chocolates espalhadas pelo lugar. E o chocolate daqui é bem famoso, e delicioso. Há os mais diversos formatos, sabores e misturas... simplesmente delicioso. Você pode escolher marcas tradicionais, ou pode procurar e se deslumbrar com as pequenas chocolaterias... Já em suas refeições, aconselhamos provar a sopa no pão, que é deliciosamente boa e não perder a chance, é claro, de provar a sequencia de fondue, no jantar. É o ápice gastronômico daqui. Mas não é tudo! Em Gramado/Canela há muitos cafés coloniais, onde você vê a mesa completamente lotada de delícias e tem a missão de escolher o que será comido!!! Água na boca só de lembrar disso tudo!



Com relação a eventos, Gramado é destaque no Rio Grande do Sul. Depois de Porto Alegre e região, este tem sido destino dos principais eventos do Estado, destacando-se o Natal Luz, Festival de Cinema, Chocofest, Festival de Publicidade, Festa da Colônia e Festival de Inverno. Passamos em Gramado durante o Natal Luz e Chocofest, e ambos são incríveis. O Natal Luz é, com certeza, muito mais consagrado. E com razão. Nesta época a cidade se embeleza ainda mais, com muitos pinheiros, muita iluminação, muito Papai Noel. Fica tudo deslumbrante! Além disso há várias atrações dentro do evento principal, como a Vila de Natal, apresentações culturais na Rua Coberta, Desfiles de Natal e o incrível Nativitaten. Trata-se de um mega show com música, fogos, luzes e água. É emocionante, de arrepiar. Esta é uma atração imperdível no Natal Luz! E melhor, pode ser vista da arquibancada (pagando ingresso) ou de graça (achando um espacinho entre as cabeças que ficam de pé ao lado da arquibancada, que foi como fizemos). Abaixo um vídeo de degustação, do canal de Alexandre Erlaches:




Gramado e Canela estão sempre evoluindo, novas atrações aparecem a cada temporada. Vamos comentar aquelas que conhecemos e mais gostamos. Com certeza se você visitar a cidade hoje, haverá novos pontos, mas não deixe de visitar estes também!

Lugar muito legal e que as crianças adoram (e nós também) é o Mini Mundo. Como o nome diz, aqui há um mundo em miniatura. Além da fantasia dos criadores, há muitas réplicas de locais famosos, como igrejas, castelos, aeroporto, porto. Há trens que passam pelos pontos, túneis e pontes, acidentes de trânsito, cenas engraçadas... tudo numa área bem grande! Visita obrigatória, hein?!



Outro ponto obrigatório, pela tradição e beleza é o Lago Negro. Um lago com muitas hortênsias margenado-o e tornando a paisagem belíssima. Há a opção de passeio de pedalinho, ou de dar a volta ao lago em um carrinho de golfe (com motorista). Muitos moradores locais vão ao Lago Negro caminhar, ou correr ao redor do lago. Aqui há, também, lanchonete, sanitários e uma grutinha para orar ou meditar. Permanecendo ao lado da natureza, em Canela, o principal ponto é a Cascata do Caracol. Um parque com vários mirantes para se apreciar as belezas desta imponente queda d´água. Há a possibilidade de descer uma infinidade de degraus para se ver a cascata de baixo, porém nunca tivemos vivacidade para descer (e ter de subir novamente). Falando em Canela, outro ponto bem legal é a Igreja de Pedra, no centro da cidade, que é bem bonita e rende lindas fotos e selfies.


No caminho entre Gramado e Canela há uma infinidade de atrações. Para comprar doces e chocolates, há, por exemplo, a Florybal. Ou ainda é possível visitar a fábrica da chocolateria Lugano (fica em uma rua paralela à principal, mas bem fácil de achar). Em ambas a decoração é linda, e o cheiro ainda melhor!

Ainda neste trajeto há vários museus, alguns dos quais nós conhecemos. Três deles, pelo que entendemos, fazem parte do mesmo grupo de empresários, então normalmente há benefícios na compra de dois ou mais ingressos (que podem ser comprados na própria entrada). São eles o Museu do Automóvel, o Museu da Harley Davidson e o Museu de Cera. No primeiro há muitos carros antigos muito bem conservados, carros de corrida (inclusive um F1) e há a opção de alugar-se Ferrari, ou Porshe para uma voltinha por Gramado ou Canela (para dirigir a Ferrari por 15km paga-se algo em torno de R$1.000,00, na carona é mais barato). No museu da Harley Davidson o que me chamou mais a atenção foi a decoração, que é idêntica a dos filmes americanos de motos. Bar americano, luzes, rock´n´roll de primeira. Demais! Já o Museu de Cera acaba sendo o mais divertido e obviamente o preferido pelas crianças. Com vários cenários, reúne personalidades e personagens do cinema. Há estátuas de Einstein, Indiana Jones, Mike Tyson, Michael Jackson, Ronaldinho Gaúcho, Shrek, Bob Esponja, Angelina Jolie, Brad Pitt, Lady Di, dentre outros. A maior parte das estátuas é bastante realista.



Ali perto encontramos também o Mundo a Vapor, cuja fachada chamará a atenção, com certeza, já que há uma locomotiva caindo do segundo andar do prédio... coisa pouca! Esse museu tem, além do lado curioso, o lado educativo, já que demonstra através de miniaturas, diversos métodos produtivos, como fábrica de erva-mate, olaria, moinho, siderúrgica, papel. Muito bacana.

Gramado e Canela são lugares apaixonantes, que deixam saudades só de pensar em ir embora!

Confira o álbum de nossas viagens a Gramado e Canela:


terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Beto Carrero World II - Atrações mais legais

Voltando a falar no Parque Beto Carrero World, agora vou falar dos brinquedos e shows que acho mais legais. As atrações, como já falei no primeiro post, são bem variadas e voltadas para as diversas faixas etárias, então o que eu prefiro não necessariamente será o mais indicado para você!

Em primeiro lugar coloco as montanhas russas Firewhip e Star Mountain. São as montanhas russas mais radicais do parque. A Firewhip é ainda mais legal, pois você senta e fica com os pés balançando, parece que vai bater nas rochas! Se conseguir, ande no primeiro carrinho, pois ali a emoção é ainda maior! Como são os brinquedos mais legais, também tem as maiores filas!


O Barco Pirata é outro que eu gosto bastante, mesmo que quase todo parque tenha um! Mas é gostoso ficar balançando, com as mãos pro alto e pegando um vento e um friozinho na barriga! A Lis não gosta muito, mas fica olhando eu me divertir!!

Uma mini montanha russa dentro da água: esse é o Tchibum, ótimo brinquedo, principalmente em dias de calor, porque pode molhar Bastante, com B maiúsculo!


Outro brinquedo bem comum, mas que gosto desde pequeno é o Auto Pista, ou bate-bate. Sempre achei legal ficar dirigindo e batendo nos outros (até no videogame acho mais divertido bater nos outros do que ganhar as corridas). Só acho o tempo muito curto, o que faz necessário sair de um lado e correr para a fila para brincar de novo!

Outro brinquedo famoso no parque, que fui uma vez só, gostei bastante, mas mesmo assim não planejo voltar, é a Big Tower. Uma mega torre - com uma vista incrível lá do alto, mas uma queda arrepiante. Um grito só não chega ao final da queda... Dá um medinho só de olhar o vídeo!!!


Com relação aos shows, nunca fui ao Excallibur. A Lis foi e disse que é demais, muito empolgante. Além de ter a opção com almoço, o que deve melhorar ainda mais!

Dos que eu assisti, o Velozes e Furiosos é muito bom, com várias manobras radicais feitas com motos e carros (populares), loopings em um aro gigante e ainda escolhem um espectador pra participar! Tá dada a dica!


Outro show muito interessante á a Monga. Neste show uma moça se transforma em gorila. Falando assim parece meio besta, mas ele é feito de tal forma que é muito realístico e bem feito. É tudo muito escuro e o gorila após a transformação foge da jaula e... só estando lá pra saber o que acontece!!!

Para não perder nada, na chegada ao parque já pegue o panfleto com o mapa do parque e os horários dos shows e curta muito!


Não leu o primeiro post sobre o Beto Carrero World? Então clique aqui!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Planejamento: Buscando Hotéis

Aqui postaremos dicas de como efetuar a busca e reserva de hotéis para suas viagens. Há alguns sites bastante úteis, que podem facilitar sua pesquisa, principalmente por apresentar a opinião de quem realmente esteve hospedado.

Normalmente pesquiso preços no Booking.com. Há hotéis de toda a parte do mundo e a pesquisa é bem simples: escolha a data da hospedagem, a cidade e zaz! Além disso é possível efetuar filtros por preço, distância do centro, notas, dentre outros. As reservas podem ser feitas no site mesmo, que considero bastante confiável... mesmo assim mando e-mail após à  reserva pra certificar que o hotel recebeu o pedido!


Com relação às impressões do usuário do hotel, na verdade, prefiro o TripAdvisor, que tem comentários mais completos (e não só de hotéis, mas também de atrativos), muitos em português, mas também em outros idiomas. Os comentários costumam ser mais completos. Fuja das notas inferiores a sete se você busca conforto! Faça perguntas se quiser informações adicionais!
Na pesquisa vale a pena consultar outros locais também, como o Submarino Viagens, a Decolar.com, por exemplo, que possuem grande banco de dados de hotéis.
Voltando a falar o TripAdvisor, nele há, inclusive, uma série de fóruns que podem ser acessados. Há muitos viajantes que tiram suas dúvidas ao virem ao Brasil e indo para os mais diversos locais do planeta... quem sabe suas dúvidas não são esclarecidas por lá?
Clicando nas imagens você é direcionado aos sites.


domingo, 18 de janeiro de 2015

MEGAPOST: Rio de Janeiro

Sim, caríssimos, o título já dá uma ideia de como será este relato. Mais que um post, um MEGAPOST! Afinal de contas, o Rio de Janeiro merece, ah, e como merece.



Vamos começar com a ideia principal da viagem, as dicas iniciais e então relataremos vários pontos turísticos, cada uma na sua vez, com acesso por aqui (ou individualmente) nos dias que seguem! Sem mais pormenores, vamos pro Rio?

Nossa viagem foi bastante econômica... passagem com promoção pela Gol, hospedagem na faixa, pela amiga Juliana (que foi também guia turística em vários momentos), deslocamentos através de transporte coletivo. Tudo bem barato mesmo!


Vista do Corcovado

Foi minha primeira vez no Rio - a Lis já tinha ido antes, e eu me maravilhei com a cidade. Vontade de arrumar um emprego e ficar por lá. O Rio tem tantas atrações, muita natureza, muita beleza arquitetônica, pessoas felizes, evento pra todo lado! Cidade Maravilhosa, realmente.

Antes da nossa ida estávamos um pouco preocupados com a insegurança local, muito em decorrência das manchetes diárias. Mas pra minha surpresa, achei a cidade bem segura (claro, sem dar bobeira, né?). Há policiais em todos os lados, em locais turísticos. O maior perigo eram os motoristas de ônibus, bem estressadinhos. Ma também, com o transito terrível da cidade, é até compreensível. Estávamos localizados na Barra da Tijuca, então cada ida até Copacabana levava cerca de duas horinhas no coletivo, que nem sempre tinha ar condicionado. Calor infernal, mais trânsito pesadíssimo e obras para Olimpíadas em muitos pontos da cidade, só pode gerar motorista estressado.

Bondinhos do Pão de Açúcar

Com relação ao transporte, utilizamos o ônibus na grande maioria de nossos deslocamentos. Há linhas que passam pela orla e linhas que passam pelos bairros. Estes últimos, para nós, eram mais rápidos, mas passavam marginando as favelas (Rocinha, Alemão). Mesmo assim utilizamos bastante estas linhas, sem qualquer tipo de contratempo. Há várias linhas e é bem fácil chegar aos pontos turísticos com eles. Utilizamos o trem/metrô apenas para irmos até o Maracanã, e nesse deslocamento valeu bastante a pena, pois a estação é praticamente dentro do estádio. Contratamos transporte apenas para subir ao Cristo Redentor, e também valeu a pena, pois evitamos uma fila gigante para acesso ao complexo turístico, que valeu o preço pago. Em vários locais há pontos de "empréstimo" de bicicletas, patrocinadas pelo Itaú, Basta baixar o aplicativo para celular e liberar as bicicletas na estações.  Prático para passeios curtos. Não utilizamos, mas se quiser mais detalhes, é só clicar aqui.

Os preços praticados são de cidade turística mesmo. Principalmente em pontos com maior fluxo de visitantes. A dica é procurar as ruas paralelas, que tem locais mais simples e vários supermercados Pão de Açúcar, que quebram o galho na compra de snacks e bebidas.

Curtindo a noite com nossos anfitriões Juliana e Gustavo

Em nossa passagem pelo Rio estava quente, mas muito quente. Protetor solar é fundamental, assim como a hidratação.

Na sequência deste MEGAPOST, teremos:

Copacabana (Só clicar)
Pão de Açúcar (Só clicar)
Cristo Redentor (Só clicar)
Maracanã (Só clicar)
CBF Experience (Só clicar)
Niterói (Só clicar)



Confira o álbum de nossa viagem ao Rio de Janeiro:



domingo, 11 de janeiro de 2015

Beto Carrero World

Já tive o prazer de ir várias vezes a este incrível parque temático brasileiro, em diversas épocas do ano e nunca me arrependi. Localizado em posição estratégica, no principal eixo turístico de Santa Catarina, possui acessos muito fáceis. Localizado no município de Penha, é acessado através da BR-101, duplicada, para quem parte de Balneário Camboriú, ou para quem chega pelo aeroporto de Navegantes, ou Florianópolis. De Balneário Camboriú partem muitos turistas para esta atração, pelas excursões ou contratando-se o serviço de vans por lá mesmo.

Lis e eu chegando ao parque

O Beto Carrero oferece inúmeras atrações, sendo que o ideal é reservar pelo menos dois dias para este passeio, mas é bem possível aproveitar bastante em um dia só (que é o mais normal para quem vem de locais próximos). O parque é dividido em setores e possui atrações para todas as idades. Há brinquedos para crianças (como elefantinho voador e centopéia), montanhas-russas (de leves àquelas com bastante adrenalina), brinquedos de queda (elevador e big tower), além de tradicionais roda gigante, carrossel e auto-choque (bate-bate). Além os brinquedos, há algumas áreas temáticas, como castelo do terror, ilha pirata (com barco viking, sala de espelhos e cenários piratas), área indígena - que remonta ao estilo cowboy de Beto Carrero, Vila Germânica, duelos medievais...

Excalibur - show medieval com opção de almoço (pago à parte)

Os brinquedos são apenas uma das partes do passeio na área do parque, que é gigante. Para passar por ela há algumas estações de teleférico e o bondinho, mas na maior parte das vezes vai se percorrendo a pé e curtindo as atrações do caminho. Há vários shows, como Monga - mulher gorila, shows de velho oeste, Velozes e Furiosos e história de Beto Carrero. Há um passeio de trenzinho muito legal que mostra vida de dinossauros e que, durante um assalto de malfeitores, surge Beto Carrero para nos salvar. Há ainda museu do Beto Carrero e um pequeno zoológico. Também há alguns atrativos com passeio em espécies de botes, recomendados para descansar, principalmente em dias mais quentes.

Show Velozes e Furiosos

Todas as atrações podem ser conferidas no site do parque, bem como preços para os passaportes e estacionamento (que é bem amplo e coladinho ao parque). Para quem preferir, nas redondezas há estacionamentos particulares, bem mais baratos.

Na área do parque há diversas opções para compra de lanches, além de uma grande praça de alimentação. Os valores são bem pesados lá dentro. Recomendo que se leve a comida, para fazer um piquenique lá dentro, já que isso é permitido, deixando apenas para comprar a bebida gelada nos quiosques do parque.



No parque ocorrem alguns eventos de grande porte, como a rave Green Valley, o mundial de Motocross, as 500 Milhas de Kart e o Desafio de Kart das Estrelas. Fomos nestes dois últimos, sendo que o Desafio das Estrelas é sem dúvidas bem mais legal. Ali reúnem-se corredores (vários da F1, como Massa, Alonso, Nasr) e artistas que brigam pelo título em corridas rápidas. É grande a interação dos pilotos e "pilotos" com o público. Evento à parte, ou seja, ingresso do parque pode não dar direito á corrida, e o oposto também se aplica.

Bruno Senna antes do Desafio das Estrelas. Massa e Alonso se penduraram no alambrado para tirar fotos.


Com relação a hospedagem, há várias pousadas em Penha, algumas próximas ao parque, outras a beira mar, que também é próximo à entrada do Beto Carrero. Só utilizei uma vez, tendo me hospedado no Hotel Itapocorói, que já mudou muito desde minha hospedagem por lá. O hotel é bom e à beira-mar, na praia do trapiche - praia bem familiar, sem ondas, e com muitos barquinhos de pescadores.

O parque funciona mesmo com chuva, mas eventualmente alguns brinquedos são fechados com esta situação, bem como em caso de vendo mais forte. Para calendário de dias abertos (na alta temporada está sempre aberto, na baixa não), consulte também o site.

Na minha opinião vale muito a pena, e vale inclusive o retorno nos anos seguintes, pois não param de surgir novas atrações!


Confira o álbum do Beto Carrero World: